Mamã Brinca Comigo!

 

Nos dias de hoje os horários e as rotinas podem comprometer o tempo em família assim como as brincadeiras e as traquinices tão necessárias para a sanidade mental das crianças e dos adultos.

A minha filha Débora tinha três anos de idade quando me pedia tantas vezes com um brilho encantador nos seus olhos: ” …mamã brinca comigo…” Nesse momento era impossível negar-lhe esse pedido embora a minha mente estava assoberbada de tarefas e preocupações relativas ás necessidades básicas da minha pequena Débora.

Dentro de mim aprisionei a criança que também sou, levou o seu tempo até conseguir libertá-la novamente.
A vida mostra-nos sempre o caminho de regresso a “casa“, uma casa chamada coração, esse lugar mágico onde todas as coisas acontecem e podem ser construídas de dentro para fora..

Os meus filhos, meus mestres também conduziram-me numa viagem mágica de regresso à essência do ser, para me recordarem da necessidade urgente de resgatar as crianças aprisionadas dentro de cada adulto, são essas as crianças que podem salvar o teu “mundo”, o nosso mundo.

Reaprender a brincar, a fazer traquinices, a viver sem medo dos olhares de terceiros devolveu-me o meu propósito de vida e recordou-me quem sou e o que estou aqui a fazer neste lindo planeta. Hoje eu não tenho dúvida que estou aqui para tocar corações e fazer brilhar a luz nos teus olhos de criança, esses olhos que acreditam no amor e no milagre da vida… Um desses milagres és Tu!

A Pedagogia A.M.A. da qual sou criadora promove a arteterapia como forma de trabalhar a inteligência emocional, criatividade e autoestima das  crianças, adolescentes e seus cuidadores visto que muitas vezes os comportamentos arraigados são herdados e criados pelo historial familiar dos cuidadores envolvidos.

Sílvia Barbosa sou eu em uníssono com Pedagogia A.M.A.

 

 

Segue-me nas Redes Sociais:
Posted in Pedagogia A.M.A. and tagged , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.