A Voz Do Silêncio

Há uma voz que te toca em silêncio na nudez da tua Alma,

Há serenidade e paz no teu olhar

E o teu coração tem mar, sol e tempestade…

Porque foges?

Porque te escondes da verdade?

Aceita a tempestade, na dor que toca a face sombria.

A intensidade de tudo o que vives faz de ti bálsamo apaziguante,

Luz que brilha na mente vazia…

 

Na tempestade e na bonança quem transcende é o Ser que simplesmente contempla, livre de julgamento e sofrimento…

Dedico este poema a todos os que abraçam a totalidade da sua Essência apesar das tempestades.

Segue-me nas Redes Sociais:
Posted in Poesia and tagged , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.